27 setembro, 2015

Juventude inútil e irrelevante

Juventude, jovens, mocidade, adolescentes, teen
Por Allan Felipe Freitas

Recentemente minha esposa mostrou-me um vídeo no qual um rapaz fala sobre a mudança que ocorre quando o jovem cristão entra na universidade (veja aqui). No vídeo é destacado que muitas igrejas não preparam os jovens para o mundo, não dão a eles condições de terem uma fé bem alicerçada de maneira que possam lidar com os questionamentos, as crises e as muitas influências presentes no ambiente acadêmico.

Tudo isso me despertou para o seguinte questionamento: Que tipo de jovens estamos formando?

Não quero generalizar, até porque existem muitos jovens sérios e trabalhos voltados para a juventude dignos de aplausos, contudo, numa análise superficial é possível constatar que uma parcela da juventude cristã está sendo formada com o objetivo de serem inúteis e irrelevantes. São palavras fortes, mas que resumem parte de nossa triste realidade.

Será que uma juventude que se reúne para pular, cantar, dançar e gritar tem condições de sacudir o mundo?

A juventude a qual me refiro é uma juventude apática, apolítica, anti-social, não crítica e alienada da cultura.

Basta analisar os encontros de juventude que temos por aí. Tem de tudo, menos uma palavra sensata, sólida que confronte e edifique a juventude. Quando muito, o único assunto a ser tratado é a castidade. Sexo antes do casamento é pecado! Mas, será que o evangelho se resume somente a isso? Se guardar para o casamento é a única coisa com que o jovem deve se preocupar?

Falta exposição das escrituras, pregação do evangelho, discipulado. O jovem tem que comer bíblia, conhecer aquilo que ele diz crer. Além disso, o jovem deve ser incentivado a estudar. Quem foi que disse que faculdade desvia alguém? Isso é conversa fiada. Lembro-me de um amigo que freqüentava uma igreja neopentecostal na época que estava para prestar vestibular e foi dizer ao pastor que queria fazer faculdade. O pastor lhe respondeu: Você quer estudar ou quer ser homem de Deus? (Risos)...

Como se uma coisa excluísse a outra. Não é possível estudar e ser homem de Deus?

Fato é que quanto mais você adquirir conhecimento abre-se um leque cada vez maior de condições e ferramentas para que Deus possa te usar. Estudar faz bem a mente, faz bem para a saúde, amplia a visão, alarga os horizontes e faz a gente pensar. O grande problema é que uma juventude que pensa, logo, critica, questiona e não diz amém para qualquer asneira. Isso parece amedrontar certos líderes.

Como conceber a ideia de que uma juventude que só ouve música gospel, que fala um dialeto, isto é, o crentês, e que se acha melhor do que os que não são evangélicos; poderá ganhar milhares de almas na atualidade?

O tipo de juventude a qual me refiro é composta por gente que se acha mais santa do que os não cristãos, por isso, não se mistura, não se comunica com quem não é da igreja. Infelizmente aprendem assim: o certo é só ter amigos na igreja, o pessoal do mundo não presta. Cria-se uma barreira com os que estão fora da igreja. Como comunicar a verdade do evangelho dessa forma?

São jovens castrados de todo acesso a cultura, alienados quando o assunto é política. Votam em quem o pastor manda. Não tem uma consciência política. Não sabem o que é ideologia, não conhecem história, filosofia e nem sociologia.

Uma juventude que não se preocupa com os problemas sociais, que não está nem aí para a desigualdade e injustiça. Jovens que são egoístas, hedonistas, presunçosos, mas que dizem ser loucos por Jesus.

Logo, não fazem diferença nenhuma na sociedade, são conformados com o sistema. Poderiam ter como hino a música do Ultraje a Rigor: Inútil... Agente somos inútil!

Por isso, que o cantor Thalles Roberto lançou uma Bíblia, dizendo ser uma Bíblia destinada a jovens. Disse que a Bíblia tem fotos suas, comentários de um Apóstolo e que o objetivo é usar da sua imagem para influenciar a juventude a ler a Bíblia, porque “jovem não tem consistência, jovem não lê Bíblia” (palavras do próprio).

Querido Thalles, realmente os jovens que te seguem não lêem a Bíblia, porque os que lêem não te dão crédito!

“Eu vos escrevi, jovens, porque sois fortes, e a palavra de Deus está em vós, e já vencestes o maligno.”
(1 João 2.14)

Todavia, anseio por ver uma juventude útil e relevante, que perceba que Deus a chamou não só para pular, dançar, gritar e cantar, mas para anunciar o evangelho a toda criatura, para visitar os órfãos, as viúvas, os enfermos, os presos. Para clamar por arrependimento, por justiça, por transformação na sua nação. Para se levantar contra a corrupção e com uma consciência santa lutar por uma sociedade mais digna, igualitária e justa.

Que a nossa juventude descubra a sua utilidade, pois nela há muita energia, muita capacidade e muito potencial. Aproveitando o ensejo da música do Ultraje, torço para que essa juventude venha cantar:

Muito útil... a gente somos muito útil!


Assim seja!



Comente com o Facebook:

0 comentários:

Postar um comentário

Invista em você

Invista em você
© Evangelho Sem Censura 2012 | Blogger Template by Enny Law - Ngetik Dot Com - Nulis