11 julho, 2015

O escândalo da graça

 Por Allan Felipe Freitas

Na atual conjuntura econômica do Brasil o número de endividados cresce, mas independentemente de estar endividado ou não, gostaria de propor que por um instante você se imaginasse portando uma enorme dívida. Pense num valor o qual nem se juntasse todo o seu patrimônio você teria recursos suficientes para quitá-lo.

Pois nesse texto eu trago uma boa e uma má notícia. A má notícia é que todos nós temos uma dívida ainda maior do que essa imaginada anteriormente. Além disso, não dispomos de nenhum recurso para pagar tão alto preço. No entanto, a boa notícia é que essa dívida já foi paga por alguém.

Creio que muitas pessoas ainda não sabem dessa boa notícia, quantos vivem uma vida desgraçada, amargurada, carregada de culpa e vergonha. Todavia, Jesus Cristo, o filho de Deus, pagou a nossa dívida na cruz do calvário.

O saber dessa verdade é incrivelmente libertador.

Aceitar que não temos condições de pagar uma dívida nossa e, que essa dívida foi paga através de um sacrifício que custou um alto preço é constrangedor. Nem mesmo se dedicássemos nossa vida inteira para angariar fundos, visando o pagamento desse valor teríamos condições de arcar com essa conta.

“[...]e anulou a conta da nossa dívida, com os seus regulamentos que nós éramos obrigados a obedecer. Ele acabou com essa conta, pregando-a na cruz.” (Colossenses 2.14 – NTLH)

A graça de Deus é um escândalo, pois não somos merecedores dela, não temos o direito, nem a capacidade e muito menos o mérito de receber tamanho perdão. Tudo que Deus faz para o homem parte da sua graça, que pode ser traduzida como dom ou, um favor imerecido. A graça diz respeito ao perdão destinado àquele que não o merece, é presentear o filho que merece um castigo, é abraçar e acolher a quem merece um acoite.

Neste sentido, a conhecida parábola do filho pródigo proferida por Jesus expressa uma atitude de um pai para com um filho que representa a atitude de Deus para conosco. Entretanto, ao longo da estória nos deparamos com a situação na qual o irmão mais velho não compreende a maneira como o pai recebe o seu irmão mais novo. De fato aquele rapaz se escandalizou ao ver a lógica da meritocracia sendo rejeitada por seu pai.

A graça é inexplicável e quem somos nós para questionar, ela está disponível para todos. Assim como nós não a merecemos o outro também não merece, mas o Pai contempla a todos sem distinção.

O grande problema de muitos que pregam a graça nos dias de hoje é que na prática admitir que aquilo que Deus faz é exclusivamente pela sua graça se configura num escândalo, porque estes querem creditar a ação de Deus a um mérito próprio como se ela estivesse atrelada ao seu viver santo, aos seus jejuns, sacrifícios e esforços despendidos.

“Porque pela graça sois salvos, mediante a fé; e isto não vem de vós; é dom de Deus;
não de obras, para que ninguém se glorie.” (Efésios 2.8-9)

Nada que eu faça poderá se comparar ao que o Salvador Jesus fez por mim. Sendo assim, me cabe reconhecer a minha fraqueza, falibilidade, limitação e a completa falência da minha natureza humana, aceitando integralmente a graça de Deus.

Viver na graça e pela graça não é viver uma vida que sirva ao propósito de tentar retribui ou pagar o que Jesus fez por nós, isso é impossível. Mas, é viver uma vida de gratidão por aquilo que Ele fez. É simples, fácil e descomplicado.

A grande complicação está em não querer aceitar a graça por considerar-se bom o suficiente e capaz de justificar a si mesmo. A graça não é uma teoria e nem uma doutrina somente, ela é real e todos quantos não a experienciarem por inteiro, não se entregarem de corpo, alma e mente a essa graça preciosa, ficarão escandalizados e permanecerão na sua religiosidade.


A última postagem do blog contém o vídeo de um pastor americano que resolve pagar a conta de estranhos num supermercado. É impactante! Foi uma demonstração nítida de como Deus tratou conosco, pagando a nossa conta, assumindo a nossa sentença.

Assista clicando aqui.



Comente com o Facebook:

0 comentários:

Postar um comentário

Invista em você

Invista em você
© Evangelho Sem Censura 2012 | Blogger Template by Enny Law - Ngetik Dot Com - Nulis