04 maio, 2015

Jeremias, o profeta fiel e chorão


Por Allan Felipe Freitas

Deus chama a Jeremias como profeta e logo no primeiro capítulo do livro lhe declara que é um profeta chamado desde o ventre para proferir as palavras do Altíssimo. Jeremias treme diante de tal chamamento e apresenta a sua condição: “não passo de uma criança” (Jeremias capítulo 1). Porém, o Senhor lhe diz: “por onde você for, Eu, o Guarda de Israel, lhe farei companhia. Não temas, porquanto o que eu te mandar dizer, tu há de dizer. (minhas palavras)”

Pois bem, Jeremias dá início ao seu ofício de profeta e, a meu ver, ele nunca fora levado a sério pelo povo de Israel, suas palavras divinamente inspiradas eram demasiadamente duras para aquele povo que estava acostumado com falsos profetas que somente profetizavam bênçãos e vitórias. Um povo de coração duro que estava distante da vontade de Deus para aquela nação, a começar pelo rei. Certamente é possível extrair algumas lições contidas nessa aventura do profeta das lágrimas.

Ademais, a cena não é muito diferente de hoje, à medida que o evangelho é distorcido alguns pensam que o chamado de Deus é algo vantajoso, luxuoso, VIP, lucrativo. Alguns acreditam que ser profeta é receber honrarias, ofertas, estar diante dos holofotes, prosperar, ter autoridade para declarar palavras proféticas de vitória, mas se esquecem da principal função do profeta que é a de denunciar o erro, o pecado, a injustiça e apontar para um arrependimento genuíno e um conserto com o Pai. Bem é verdade que isso não agrada a muitos

O nosso amigo Jeremias, o profeta chorão, como é conhecido, talvez por sentir na pele a dor de pregar, pregar e ninguém se converter, de profetizar e nenhuma alma viva dar crédito as suas palavras, de saber que o juízo de Deus era iminente e o povo não queria se arrepender, era um cara que não tinha um olhar míope sobre o ministério, estava disposto a ser fiel a sua vocação custe o que custar. Ele não procurava agradar aos homens, nem mesmo as autoridades, cansou de exortar os reis, sua preocupação era agradar Aquele que lhe confiou tão árdua missão.

Se eu fosse colocar as lentes desse falso evangelho propagado em nossos dias, enxergaria um Jeremias derrotado, chorão e resmungão, um Zé ninguém, alguém que não tinha fé ou estava em pecado. Neste sentido, o chamado de Deus não trouxe nenhum benefício a Jeremias, muito pelo contrário, trouxe dor, sofrimento, rejeição, zombaria, prisões, castigos, difamação, prejuízos morais, físicos e financeiros.

Todavia, a palavra fé também significa fidelidade, e temos um belo exemplo de fidelidade a Deus nesta história. Esse profeta protagonizou a experiência de ser usado por Deus para profetizar a cerca do Messias, a cerca de restauração de todas as coisas, além disso, nenhuma de suas palavras caiu em terra sem que Deus a tenha cumprido.

Jeremias faz-me lembrar de Micaías, outro profeta que era maltratado e rejeitado por falar a verdade. Em 1 Reis capítulo 22 (sugiro que leia) lemos a história na qual Micaías profetiza o contrário do que outros 400 falsos profetas afirmavam categoricamente, estes, estavam tomados de um espírito mentiroso e declaravam vitórias e conquistas aos reis de Israel e Judá, contrariando a palavra de juízo que Deus lançara sobre aquela nação.

Pois essa é a matemática, tanto para aquele tempo como para o atual, 400 falsos profetas para 1 verdadeiro, parece absurdo mais não é. Os genuínos profetas contemporâneos a nós sofrem o que Jeremias e Micaías sofreram. Eles não estão na televisão e nem nas rádios, alguns são proibidos de subir ao púlpito, muitos não tem título de pastor, são homens que vivem de maneira a glorificar a Deus e denunciar o erro e sofrem todo tipo de retaliação do sistema que deseja cortar-lhes a cabeça, tragá-los, calá-los definitivamente, pois são um entrave para os interesses escusos dos falsos mestres.

Que Deus levante servos com o mesmo espírito de Jeremias, servos que não se vendem e não adulteram a mensagem do evangelho mesmo sofrendo as conseqüências por anunciar a verdade e exortar aqueles que se corrompem. Precisamos de profetas que anunciem a verdade, que preguem a justiça e que a sua própria vida seja uma profecia de amor a ecoar pela eternidade. Que assim seja!




Comente com o Facebook:

0 comentários:

Postar um comentário

Invista em você

Invista em você
© Evangelho Sem Censura 2012 | Blogger Template by Enny Law - Ngetik Dot Com - Nulis