11 fevereiro, 2015

Selfie - Um poema

 
       
Quero que todos me vejam
da maneira que me vejo
Ao me virem, me cortejam
Muitos likes, eu desejo

Nem que para isso exiba
um sorriso, um gracejo
Não há nada que me iniba
Aproveito cada ensejo

Sempre busco o melhor ângulo
Pra esconder qualquer defeito
No espaço de um retângulo
Este mundo fica estreito

Se puder evito closes
que reforcem os meus traços
Me distraio entre poses,
beijos, bicos e abraços.

De que adianta
tanto apreço pela imagem?
Se aquilo que preciso
Só se encontra além da margem

O que me encanta
Independe da roupagem
Quer saber, não sou Narciso
Meu reflexo é miragem

Quem me ama, me percebe
Sem moldura ou efeito
De que serve usar filtro
Se nem mesmo me aceito?

Quem me ama, me enxerga
De um ângulo distinto
Ao meu ego não se enverga
Só se importa com o que sinto

Qualquer coisa mostra a lente,
Qualquer coisa que se ostente
Só não mostra a verdade
que é aquilo que se sente.

 (Poema de Hermes C. Fernandes)




Comente com o Facebook:

0 comentários:

Postar um comentário

Invista em você

Invista em você
© Evangelho Sem Censura 2012 | Blogger Template by Enny Law - Ngetik Dot Com - Nulis